8 Dicas para o controle do colesterol

Publicado em 09/05/2017 08:20h

Post Notícias Dicas

1371 Visualizações

8 Dicas para o controle do colesterol

O vilão do mundo moderno é responsável por doenças do coração tem duas caras e está presente no organismo de todas as pessoas. Manter os níveis em uma condição saudável é o desafio em meio ao consumo de tantos produtos industrializados, alimentação pobre em vitaminas e minerais e diversos outros fatores. Ao controlar os níveis do colesterol, os benefícios em geral à saúde também são melhorados significativamente.

Confira as nossas dicas para elevar o colesterol bom e deixar o colesterol ruim com os números bem abaixo do limite.

 

Colesterol bom e ruim

O colesterol é uma substância gordurosa natural do organismo. É responsável por manter cada célula do corpo funcionando bem. O colesterol é transportado pelo corpo por meio de proteínas em uma combinação chamada lipoproteína. Existe a “lipoproteína” (o colesterol) de alta densidade, conhecida como HDL que é boa para o coração. Transporta o colesterol das artérias para o fígado, onde é eliminado.

A “lipoproteína” de baixa densidade, o LDL, é o temido por todos, o ruim para o coração. Carrega o colesterol do fígado até os tecidos. Em níveis altos demais, acaba se acumulando nas artérias e nas células. Como ele se armazena no interior da célula faz com que o espaço interior dela diminua, faça mais pressão no coração e torne mais difícil o bombeamento do sangue pelo corpo, causando por exemplo, doença arterial coronariana.

Os níveis aumentam quando se consome muita gordura saturada. Portanto, pequenas mudanças na alimentação, consciência de que precisa cuidar de você, muitas vezes já ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia o valor ideal para o colesterol LDL é abaixo de 100 mg/dl e o HDL (o colesterol bom), acima de 60 mg/dl.

 

8 dicas para reduzir o colesterol:

1 - Coma cenouras. Estudos mostram que comer 2 cenouras por dia reduzem em 10 e 20% o colesterol ruim.

2 - Abuse do alho. O consumo de grandes quantidades de alho também reduzem as gorduras do sangue. Para não reduzir o número de amigos ao ingerir muito alho, recomenda-se que seja ingerido o extrato aquoso de alho, em cápsulas.

3 - Tome Vitamina B3 ou Niacina.

4 - Pare de fumar. Não só vai reduzir absurdamente seu colesterol como fazer bem para sua vida como um todo.

5 - Escolha carnes brancas (peixe e aves sem pele) e cortes magros de carne vermelha, diminuindo, assim, a ingestão de gordura saturada e colesterol

6 - Coma peixes marinhos pelo menos uma vez por semana. Eles atuam na fabricação de substâncias que protegem o coração conhecida como Ômega 3.

7 - Troque o leite integral pelo desnatado, que tem menor teor de gordura e no café da manhã, escolha requeijão light e iogurte desnatado. Prefira queijos brancos.

8 - Faça exercícios. Manter uma atividade física constante melhora a saúde em geral. Queima calorias, contribuindo para a perda de peso, aumento do HDL e diminuição dos triglicérides (gordura no sangue). Além disso, é uma boa forma de mandar o estresse para bem longe, uma vez que ajuda a produzir substâncias que causam sensação de bem-estar.

 

Além dessas dicas, procure consumir alcachofra. Este é um vegetal que é normalmente usado em cozinha mediterrânea. Esteróis e estanóis são substâncias que podem ser encontradas em plantas. Você pode encontrar em legumes, frutas, nozes, legumes e grãos. De modo geral, procure fracionar sua alimentação. Faça cinco refeições ao dia, em local tranquilo e mastigando bem os alimentos. Assim você presta atenção no que está comendo. Controle do consumo de sal e de alimentos ricos em sódio é necessário nos casos de hipercolesterolemia (excesso de colesterol) associada à hipertensão, que também aumenta as chances de desenvolver problemas cardiovasculares. Fique atento ao seu peso. Pessoas obesas tem maiores níveis de LDL e menores de HDL e são mais propensas às doenças do coração. Exercícios sempre!

 

Fonte: Saúde Medicina

Laboratório Borborema - Medicina Diagnóstica